Como ter estômago para lidar com as quedas

Estamos na era do mundo digital, em que todas as coisas tendem a ser digitalizadas — passadas do mundo físico para o virtual. Progressivamente, o que era só em papel está sendo transformado em bits, ou, dígitos binários, termo comum na informática.

O fato é que a era da informação tem transformado todos os setores da vida em sociedade: os nossos relacionamentos, com os impactos das novas redes sociais, nossos serviços, com aplicativos e plataformas online que oferecem os tais, etc.

Não difere com a economia: ela está se digitalizando ano após ano. Podemos ver isso claramente com os comércios eletrônicos (e-commerces), que estão tomando espaço no dia-a-dia de compra das pessoas.

E é claro, o objetivo deste artigo, é falar sobre as criptomoedas: elas são moedas digitais, sim, isso mesmo, dinheiro que existe no mundo virtual dos bits, os famosos dígitos binários, sendo a base de toda a computação.

Como assim? O dinheiro como conhecemos, geralmente em cédulas de papel ou moedas feitas a partir de metais, são apenas informações que possuem valor e são transacionadas a partir de computadores.

A criptomoeda mais famosa e mais valiosa até o momento atual da escrita deste artigo (08/04/2022) é a moeda digital chamada Bitcoin. É uma moeda que teve sua origem no ano de 2009 e até hoje continua forte no mercado.

Como ter estômago para lidar com as quedas

Volatilidade das moedas digitais

Apesar dos inúmeros benefícios que as criptomoedas trazem, como: autonomia com o seu dinheiro, segurança, liberdade dos órgãos burocráticos, como bancos centrais, nem tudo é flores no mundo das moedas virtuais.

Elas são bastante voláteis, ou seja, o valor delas flutua bastante em um só dia ou em períodos curtos. Isto quer dizer que, por exemplo, se a Bitcoin vale U$ 100.000,00 hoje, ele pode ficar valendo apenas cinquenta mil rapidamente.

O inverso também é comum! Elas se valorizam ou desvalorizam de maneira rápida. Isso acontece devido a diversos fatores, como confiança do mercado, tentativas de interferência no mercado das criptomoedas e até mesmo posts de redes sociais.

O caso recente mais curioso de desvalorização da Bitcoin foi quando o famoso Elon Musk, da Tesla, disse que iria suspender o uso de BTC (sigla da Bitcoin) na compra de seus veículos. A moeda perdeu valor com essa declaração.

Como ter estômago para lidar com as quedas

O que fazer se a minha criptomoeda desvalorizar?

Precisamos entender que as moedas digitais não são somente a Bitcoin: existem várias, como a Ethereum (ETC), etc. Se elas perderem seu valor por algum motivo, aqui vão algumas dicas:

  • Invista em diversos setores da economia: sempre invista em áreas diferentes e aguarde o seu retorno, gradativamente. Não fique parado em uma área só;
  • Tenha calma: a volatilidade e variação das criptomoedas geralmente acontecem de maneira rápida. Se sua criptomoeda perdeu valor hoje, espere por mais uns dias, até que o valor perdido seja recuperado;
  • Tenha sempre uma base: invista em criptomoedas, porém, tenha dinheiro guardado para eventuais riscos imprevistos. Evite dores de cabeça!

Apesar dos riscos, o investimento em criptomoedas se mostra promissor ano após ano. A tendência do mundo é digitalizar os diversos setores da sociedade. Analise os riscos e entre nesse mundo!

 

Leave a Reply